GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Veneno de abelha vira botox natural


 

Aqueles que desejam esconder as rugas, mas não querem utilizar produtos artificiais agora terão uma opção natural. Um laboratório de Tatuí , em São Paulo, desenvolveu uma linha de cremes de beleza  à base do veneno de abelhas. A inovação funciona como um botox, pois na medida que a pele reage ao veneno a produção de colágeno aumenta e melhora a elasticidade.
 
Segundo o pesquisador e apicultor Ciro Protta, sócio proprietário do laboratório, o princípio ativo do cosmético é a melitina, um aminoácido presente no veneno da abelha. A substância "engana" a pele e transmite a sensação de uma picada de abelha,o que desencadeia uma reação ao veneno.
 
Nesse processo acontece melhora na circulação sanquínea e a pele morta é eliminada, reduzindo as rugas. Protta estuda as abelhas há mais de 20 anos e já desenvolveu outros produtos à base de mel, própolis e veneno, lançados comercialmente.
 
Além disso, o pesquisador criou um  equipamento que permite a coleta do veneno sem matar as abelhas. Trata-se de uma haste metálica levemente energizada e colocada na entrada da colmeia. Quando a abelha pousa, leva um pequeno choque e reage com ferroadas, expelindo o veneno que escorre para um recipiente. Como não perde o ferrão, a abelha sai ilesa do ataque. 
 
Fonte:


13 de março de 2012