GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

SOS Mata Atlântica revela análises de água feitas em 49 rios do Brasil


 

Preocupados com a qualidade da água no Brasil, a Fundação SOS Mata Atlântica analisou rios de onze estados brasileiros. O estudo foi feito pela equipe  do projeto “A Mata Atlântica é aqui – exposição itinerante do cidadão atuante", mas não obteve nenhuma conclusão satisfatória. 
 
De acordo com a pesquisa, dos 49 corpos d’água monitorados, 75,5% foram classificados como “regular” e 24,5% no nível “ruim”. Nenhum deles conseguiram alcançar  a soma  para os níveis “bom” ou “ótimo”.
 Rio Santa Maria da Vitória, em Vitória (ES); Rio Paraíba do Sul, em Resende (RJ); Bica da Marina, em Angra dos Reis (RJ); Arroio Jupira, em Foz do Iguaçu (PR); e do Rio Camboriú, na cidade de Balneário Camboriú (SC), foram os que atingiram os atingiram os melhores resultados.
 
Já os resultados mais baixos ficaram para os rios Criciúma, na cidade de Criciúma (SC), com 23 pontos, e o Itapicuru Mirim, em Jacobina (BA), com 24 pontos.
 
“Desde maio de 2009 o projeto tem realizado análises como estas e ainda não chegamos a um rio classificado ao menos como bom. Se compararmos os resultados atuais com os anteriores, verificamos que não há grandes mudanças, o que mostra a necessidade de ações que contribuam para a conservação e a melhoria da qualidade de nossas águas” -  disse Malu Ribeiro, coordenadora do Programa Rede das Águas, da SOS Mata Atlântica.
 
Toda semana, a iniciativa visita uma cidade diferente e promove eventos gratuitos com a população nativa. Entre as atividades exercidas está a seleção de um ou mais corpos d’água locais para serem analisados. Essas avaliações têm como objetivo checar a qualidade dos rios, córregos, lagos e outros corpos d’água das cidades e, desta forma, alertar a comunidade sobre situação do local onde vive. Para realizar a análise, a equipe conta com um kit de monitoramento desenvolvido pelo Programa Rede das Águas da própria ONG.
 
Veja a tabela:
 
 
Fonte:
Ciclo Vivo


23 de março de 2012