GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Sistema detecta novas áreas desmatadas na Amazônia


Em um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) através do Deter, sistema de detecção do desmatamento em tempo real, as áreas de desmatamento e degradação da Amazônia somaram 385,56  km² em outubro deste ano.

O Inpe não recomenda a comparação entre dados de diferentes meses e anos obtidos pelo sistema por causa da  cobertura de nuvens variável de um mês para outro e, também, da resolução dos satélites.

No mapa abaixo os pontos amarelos mostram a localização dos alertas emitidos pelo Deter. Em rosa, os locais não monitorados devido à cobertura de nuvens, que correspondeu a 17% em outubro.

Os alertas produzidos pelo Deter são utilizados para orientar a fiscalização e garantir ações eficazes de controle da derrubada da floresta. Embora os dados sejam divulgados em relatórios mensais ou bimestrais, os resultados do Deter são enviados quase que diariamente ao Ibama.

O sistema utiliza imagens do sensor Modis do satélite Terra, com resolução espacial de 250 metros, que possibilitam detectar polígonos de desmatamento com área maior que 25 hectares. Nem todos os desmatamentos são identificados devido à eventual cobertura de nuvens. A cada divulgação sobre o sistema de alerta Deter, o Inpe apresenta também um relatório de avaliação amostral dos dados


02 de dezembro de 2011