GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Rio 2016: Apoio a negócios sociais


Entre os milhares de itens que o Comitê Organizador precisava adquirir, havia na lista uma demanda especial. Era preciso comprar mais de 22 mil almofadas para os apartamentos dos atletas e para as vilas de mídia. A oportunidade não passou despercebida e logo foi desenvolvido um projeto que envolvesse artesãs cariocas para que esta entrega tivesse a verdadeira essência da cidade.

O Comitê Rio 2016 viu nesta demanda uma oportunidade de envolver uma seleção especial de fornecedores, que envolveria nesta entrega  um dos pilares da sustentabilidade da organização. Abriu-se uma concorrência na qual artesãs cariocas pudessem participar.  Foram então selecionadas quatro cooperativas locais: Rede Asta, Casa da Cultura, Nêga Rosa e Rede Ecosol.  A participação destas artesãs não se limitou apenas à entrega das almofadas.  O processo envolveu visitas das artesãs ao Comitê Rio 2016 para um briefing inicial, encontros e workshops com as áreas de marca e sustentabilidade, para que inspirassem no desenvolvimento das peças.

“Nunca imaginei que pudesse fazer parte de um evento tão grandioso como este”, comenta Jurema da Silva, 55 anos, uma das artesãs da “Nêga Rosa”, uma das cooperativas selecionadas para a confecção das almofadas das Vilas dos Atletas e de Mídia

Ao todo foram entregues mais de 22 mil almofadas que estão decorando as Vilas dos Atletas e de mídia. O projeto teve como objetivo garantir a participação, inclusão e promoção de grupos produtivos, artesãos e pequenos produtores na organização dos eventos.

“Nosso objetivo ao incluir as cooperativas e artesãos como fornecedores dos Jogos foi levar oportunidade e renda para esses grupos. Queremos mostrar ao mundo o trabalho delas e valorizar o artesanato e mão de obra local”, acrescenta Tania Braga, Gerente Geral de Sustentabilidade, Acessibilidade e legado do Rio 2016.


Rio 2016

02 de agosto de 2016