GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Retrospectiva 2011


Estamos no final de 2011. Apesar de muitas ideias e evoluções tecnológicas voltadas para o desenvolvimento sustentável, ainda temos muitas pendências a resolver, principalmente sobre a questão ambiental.

 
Aprovação do Novo Código Florestal, Occupy Wall Street, Plano Nacional de Resíduos Sólidos, foram alguns dos principais acontecimentos que obtiveram destaque na história do ano. O Green Nation acompanhou essa trajetória e reuniu vários fatos importantes.
 
Veja aqui os momentos que mais marcaram o ano de 2011!
 
Novo Código Florestal
 
Polêmicas em torno das mudanças do Código Florestal foram desencadeadas por diversos setores da sociedade, tais como comunidade científica, grupos ambientalistas e ruralistas. Se por um lado há os ruralistas que querem mais espaço para plantar e criar gado, por outro estão as ONGs ambientais e ativistas que enxergam o desastre que a aprovação da proposta pode causar.
 
Recentemente o tema foi alvo de discussões durante a COP 17 (Conferência Climática da ONU), realizada em Durban, na África do Sul. Quando a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva se mostrou contra a proposta, argumentando que a mudança tornará mais difícil o caminho do Brasil na redução das emissões dos gases de efeito estufa.
 
 
Apesar de ter sido sancionado em 2010, foi este ano que o Plano Nacional de Resíduos Sólidos foi elaborado, o que de uma forma ou de outra mostra que a operacionalização da nova lei esta funcionando bem. 
 
Após ter sido disponibilizado para consulta pública na internet, o documento também foi apresentado e discutido em cinco audiências públicas regionais (uma em cada região do país), que contaram com a presença de representantes do governo, setores diretamente envolvidos e sociedade civil organizada. Logo após a reunião, o plano foi submetido a uma audiência pública nacional, em Brasília, onde foram analisadas mais de 900 sugestões diretas e 400 feitas pela internet.
 
O próximo passo será a análise do documento pelos conselhos nacionais de meio ambiente, cidades, saúde e política agrícola que poderão fornecer novas contribuições. Eles pretendem encaminhar a proposta, até meados de 2012, ao Palácio do Planalto. 
 
Usina de Belo Monte
 
A construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte foi mais uma das causas polêmicas que ocorreram em 2011. A ideia de aproveitar as águas do Rio Xingú para a produção de energia e desenvolvimento do país é bastante contraditória quando os impactos ambientais e a responsabilidade social são avaliados.
 
Os movimentos contra a construção de Belo Monte deram muito o que falar. Em 2010, o cineasta canadense James Cameron veio ao Brasil e se juntou às causas indígenas, participando de protestos contra a construção. Já neste ano, os atores globais se juntaram e criaram um vídeo chamado Gota D´Água para impedir a continuidade das obras. O vídeo virou uma febre nas redes sociais e despertou muitas pessoas para a causa.
 
 
Occupy Wall Street
 
Occupy Wall Street  é um movimento de protesto contra a influência empresarial na sociedade e no governo dos Estados Unidos. O movimento se posiciona também contra a impunidade dos responsáveis e beneficiários da crise financeira mundial. 
 
As mobilizações começaram no dia 17 de setembro de 2011 e ainda continuam. No 1º de outubro, o protesto mobilizou de cinco a dez mil pessoas. Uma onda de protestos semelhantes ocorre em diversas outras cidades nos Estados Unidos (Boston, Chicago, Los Angeles, Portland, São Francisco, entre outras), na Europa e em outras partes do mundo.
 
A estratégia do movimento é manter uma ocupação constante de Wall Street, o setor financeiro da cidade de Nova Iorque, em protesto contra a desigualdade social, a ganância empresarial e o sistema capitalista como um todo. As pessoas se organizam em assembléias gerais, nas quais todas podem falar e participar das decisões coletivas. Os manifestantes indicaram que a ocupação será mantida "pelo tempo que for necessário para atendimento às demandas."
 
Conferência Climática da ONU – COP 17
 
A Conferência Climática da ONU foi um dos resultados mais positivos em prol do meio ambiente. Realizada em Durban, na África do Sul, os representantes das mais de 190 nações  presentes no evento chegaram a conclusão que o Protocolo de Kyoto deveria ser prorrogado até 2017.O acordo, que estabelece metas de redução nas emissões de gases de feito estufa para as nações desenvolvidas, expiraria oficialmente em 2012.
 
O Fundo Verde saiu do papel e a Coréia do Sul foi o primeiro país a aceitar investir capital para proporcionar o desenvolvimento sustentável nos países emergentes. A conferência foi finalizada com a aceitação da proposta de que nos próximos anos todos os países sejam obrigados a cumprir metas de redução nas emissões, para evitar que a temperatura global suba além do esperado.
 
 
Desastre nuclear de Fukushima
 
O mundo entrou em estado de alerta em maio de 2011. Após uma sequência de terremotos atingirem o Japão, a Usina Nuclear de Fukushima sofreu explosões em reatores e isso resultou na liberação de altos níveis de radiação na atmosfera e também no oceano. Cerca de 140 mil pessoas que moravam na região de Fukushima tiveram que sair de suas casas por causa da energia nuclear.
 


28 de dezembro de 2011