GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Plástico: vilão ou herói?


1 – É o principal “vilão” no dia a dia urbano. Quase todas as embalagens são feitas desse material, incluindo as famigeradas sacolinhas de supermercado.

Apenas 20% do plástico do mundo é reciclado; os outros 80% ficam por aí à mercê da ação natural. É importante lembrar que a decomposição do plástico pode demorar quase duzentos anos.

2 - Aquela garrafinha de plástico esquecida na areia da praia, e o pacote de biscoito que é jogado pela janela do carro podem parar em locais inimagináveis. Hoje conhecemos a “Sopa de lixo do pacífico”.

Como esse lixo foi parar tão longe, no meio do oceano, fora das rotas dos navios e onde não existe nenhum ser humano?

Embalagens de diversas partes do mundo viajam nas correntes marítimas e param nos “giros” dos oceanos. No mundo existem mais outros quatro giros que também acumulam lixo. 90% de sua composição é de plástico.

Quais as consequências desse monte de plástico flutuante?

Prejudica o desenvolvimento de plânctons e algas nos locais, o que prejudica diretamente a fauna que se alimenta desses seres, que passam a se intoxicar comendo o plástico, provocando desequilíbrio ambiental no local.

Para mais informações sobre esse lixo flutuante acesse o site 5 Gyres, uma ONG que monitora os cinco bolsões de lixo dos oceanos, e saiba como ajudar.

3 - Como evitar que o plástico se torne um vilão:

Recuse sacolas de mercado e comércio em geral. Use uma de pano, retornável. Para o lixo existem sacolas especiais, que são mais apropriadas para a reciclagem.

Evite produtos que venham em embalagens plásticas, como refrigerantes. Prefira os retornáveis de vidro, disponíveis em padarias, pois essas garrafas são reutilizáveis.

Prefira embalagens “família” sempre que possível, ao invés das individuais, cercadas por plásticos e em porções de consumo rápido.

Nunca jogue lixo na rua, seja plástico ou não. Sempre jogue no cesto de lixo, e se na sua cidade existir as lixeiras de coleta seletiva, jogue no cesto certo.

Separe o lixo da sua casa em orgânicos e recicláveis. Se no seu condomínio não existe coleta seletiva procure por um posto próximo da sua residência que aceite esse material, a grande maioria está registrada no Google Maps e pode ser fácil encontrar.

Do lixo ao luxo: hoje em dia está na moda materiais de decoração e acessórios confeccionados a partir de materiais recicláveis. A garrafa pet tem muitas aplicações no artesanato, podendo se transformar em utensílio doméstico, como uma vassoura, ou uma peça decorativa, como porta-retratos e enfeites de datas comemorativas como Natal e páscoa. Usando a criatividade e estudo, também pode ser aplicada à construção civil.

 

Plásticos Recicláveis:

Tampas
Potes de alimentos
PET
Garrafas de água mineral
Recipientes de Limpeza
Higiene
PVC
Sacos plásticos
Brinquedos
Baldes   

Plásticos Não recicláveis:

Cabo de panela
Tomadas
Adesivos
Espuma
Teclados de computador
Acrílicos

Plásticos Possivelmente recicláveis:


Isopor tem reciclagem em algumas localidades


Cuidados especiais:

Prefira descartar e frascos limpos (apenas limpar, não lavar) e sem resíduos, para evitar animais transmissores de doenças próximo ao local de armazenamento.


01 de julho de 2016