GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Papa-lâmpadas


Fabricadas à base de vapor de mercúrio, elemento altamente tóxico, as lâmpadas fluorescentes queimadas são objeto de permanente preocupação por parte das autoridades ambientais. Estima-se que mais de 100 milhões de lâmpadas fluorescentes sejam consumidas anualmente no Brasil. A maior parte ainda é descartada em lixões, aterros sanitários ou em terrenos baldios, sem qualquer tipo de tratamento, contaminando solo, vegetação e água com metais pesados, como mercúrio e chumbo. Mas graças ao uso do papa-lâmpadas, possível por meio da parceria entre as empresas Escolha Ecológica Engenharia Ltda., da cidade de Volta Redonda, no estado do Rio de Janeiro, com a Naturalis Brasil, de São Paulo, esse cenário pode mudar. A máquina tritura e separa os resíduos tóxicos, tornando mais barato, eficiente e descomplicado o processo de descarte e descontaminação dessas lâmpadas. O processo foi desenvolvido com recursos do programa Apoio à Inovação Tecnológica, da FAPERJ.


 


Se por um lado as lâmpadas fluorescentes são um grande potencial poluidor, por outro, em caso de reciclagem, delas tudo se pode aproveitar. O mercúrio pode ser reempregado como matéria-prima para a indústria farmacêutica ou para a produção de termômetros. O vidro, uma vez triturado, é inteiramente reaproveitado como material para revestimento de pisos cerâmicos ou para indústria vidraceira. Ao licenciar a tecnologia da empresa americana Air Cycle Corporation, os sócios Thiago Santos Alves de Oliveira e Bruno Faria de Azevedo, engenheiros ambientais, passaram a contar com a tecnologia do "papa-lâmpadas", dispositivo móvel que coleta lâmpadas fluorescentes de tubo ou de bulbo e as descontamina no próprio local. A ideia dos dois engenheiros surgiu ainda nos tempos de faculdade de engenharia ambiental. "O descarte de lâmpadas fluorescentes e a liberação de seus resíduos tóxicos, principalmente o mercúrio era algo que nos preocupava. Resolvemos então usar um equipamento que simplificava o processo e barateava o custo", diz Bruno Azevedo.

Entre os clientes que contrataram os serviços de descontaminação da Escolha Ecológica, estão empresas de grande porte, como Volkswagen, Peugeot e Votorantim, todas empresas do sul fluminense, além de prefeituras e órgãos públicos. "Estimamos que a Escolha Ecológica já descontaminou mais de 150 mil unidades de lâmpadas fluorescentes. Nosso próximo passo é a obtenção de todas as licenças ambientais, de modo a eliminar a necessidade do envio dos resíduos gerados no processo para São Paulo", fala Bruno.


Além dessa nova solução, outras empresas já fazem a reciclagem das lâmpadas fluorescentes no Brasil, fizemos uma lista com as principais empresas do ramo:


Em São Paulo

Apliquim
(11) 3722-5478 (11) 3722-5478


Rodrigues & Almeida Moagem de Vidros
(19) 9649-6867 (19) 9649-6867

Tramppo
(11) 3039-8382 (11) 3039-8382


Naturalis Brasil
(11) 4496-6323 (11) 4496-6323 e 4591-3093


Em Santa Catarina

Brasil Recicle
(47) 3333-5055 (47) 3333-5055


No Paraná

Bulbox
(41) 3357-0778 (41) 3357-0778


Mega Reciclagem
(41) 3268-6030 (41) 3268-6030 e 3268-6031


No Rio Grande do Sul

Sílex
(51) 3421-3300 (51) 3421-3300 e 3484-5059


Em Minas Gerais

Recitec
(31) 3213-0898 (31) 3213-0898


HG Descontaminação
(31) 3581-8725 (31) 3581-8725




fontes: Coleta Seletiva; FAPERJ


03 de dezembro de 2010