GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

O que é reciclagem?


O Brasil já é uma referencia em reciclagem, muitas famílias reciclam, mas esta prática ainda é sustentada em grande parte pelos catadores de lixo e pela vontade das pessoas de reciclar. E raro encontrar uma cidade e, até mesmo, um bairro onde a prefeitura ofereça estrutura adequada para reciclagem.

Este cenário deve mudar com a aprovação da Lei de Resíduos Sólidos, sancionada neste ano pelo presidente Lula. A nova lei promete ser um divisor de águas pois regulamenta a destinação final dos lixos produzidos.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelece as seguintes diretrizes:
- incentivo a cooperativas de catadores
- planos de resíduos sólidos realizados pelas prefeituras
- educação ambiental
- inventários e o sistema declaratório anual de resíduos sólidos
- coleta seletiva

Vamos torcer e colaborar para que ela possa acontencer na prática para melhorar a qualidade de vida dos brasileiros e também dos catadores.

Aliás, é difícil valorizar o lixo e quem trabalha com lixo. Mas, em muitas palestras sobre o assunto, não é raro escutar que lixo é fonte de riqueza. Pode-se inclusive afirmar que a reciclagem é uma solução combater o desemprego e dar um rumo menos poluente ao lixo.

Trata-se de um assunto importante pois, se debatido e praticado de forma correta é a solução para vários problemas.

Agora, nossa preocupação é tentar responder a perguntas comuns sobre o tema como "Por que é importante reciclar? O que é reciclagem?"

O Green Nation preparou um post especial para tratar da reciclagem.

Segundo a Tetra Pak “reciclagem é umas das alternativas para o tratamento do lixo urbano e contribui diretamente para a conservação do meio ambiente. Ela trata o lixo como matéria-prima que é reaproveitada para fazer novos produtos e traz benefícios para todos, como a diminuição da quantidade de lixo enviada para aterros sanitários, a diminuição da extração de recursos naturais, a melhoria da limpeza da cidade e o aumento da conscientização dos cidadãos a respeito do destino do lixo.”

Reciclar significa = Re (repetir) + Cycle (ciclo).

Você já sabe identificar as cores da reciclagem?

Existem várias maneiras de se reciclar. O material reciclado pode voltar a ser utilizado para o mesmo fim, como na reciclagem de papel. Pode também ser transformado em outro material. E ainda pode se transformar em arte, como vemos cada vez mais artistas que trabalham com garrafas PET, e outros materiais. Veja o exemplo de Junia Machado, a estilista que criou uma coleção de jóias só com material reciclado:

 

Pensando dessa forma, a reciclagem atinge os três pilares da sustentabilidade:
- econômico, já que gera renda para catadores, cooperativas, empresas especializadas;
- social, pois emprega e mobiliza a sociedade;
- ambiental pois reduz quantidade de lixo gerado e reduz o impacto de muitas atividades no meio ambiente.

A partir da década de 1980, a produção de embalagens e produtos descartáveis aumentou significativamente, assim como a produção de lixo, principalmente nos países desenvolvidos.

Muitos governos e ONGs estão cobrando de empresas posturas responsáveis: o crescimento econômico deve estar aliado à preservação do meio ambiente.

Atividades como campanhas de coleta seletiva de lixo e reciclagem de alumínio e papel, já são comuns em várias partes do mundo.

No processo de reciclagem, que além de preservar o meio ambiente também gera riquezas, os materiais mais reciclados são o vidro, o alumínio, o papel e o plástico.

Esta reciclagem contribui para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar. Muitas indústrias estão reciclando materiais como uma forma de reduzir os custos de produção.

Outro benefício da reciclagem é a quantidade de empregos que ela tem gerado nas grandes cidades. Muitos desempregados estão buscando trabalho neste setor e conseguindo renda para manterem suas famílias. Cooperativas de catadores de papel e alumínio já são uma boa realidade nos centros urbanos do Brasil.

Muitos materiais como, por exemplo, o alumínio pode ser reciclado com um nível de reaproveitamento de quase 100%. Derretido, ele retorna para as linhas de produção das indústrias de embalagens, reduzindo os custos para as empresas.

Cada vez mais, os centros urbanos têm encontrado dificuldades em conseguir locais para instalarem depósitos de lixo. Portanto, a reciclagem apresenta-se como uma solução viável economicamente, além de ser ambientalmente correta.

Nas escolas, muitos alunos são orientados pelos professores a separarem o lixo em suas residências. Outro dado interessante é que já é comum nos grandes condomínios a reciclagem do lixo.

Mas será que a reciclagem é realmente viável?

Cada quilo de alumínio equivale a 75 latinhas. Em valores, o preço pago por tonelada do produto é, em média, R$ 3.500,00. Numa conta rápida, com 80 mil latinhas é possível comprar um computador, que pode permitir a inclusão digital de milhares de pessoas ou estudantes carentes.

Chega a ser curioso o fato de que, dependendo do local, nem bem acabamos de consumir o produto e já há um catador recolhendo a latinha, o que é muito bom para o meio ambiente e, claro, para o catador ou instituição que recolhe o material.

Outro produto muito interessante é a garrafa plástica de refrigerante, tipo pet. O Brasil reciclou 173 mil toneladas de garrafas em 2004, equivalente a 48% da produção nacional. Enquanto nos Estados Unidos a reciclagem desse tipo de material está caindo ano após ano, no Brasil acontece o contrário: a reciclagem da resina de pet cresce numa média de 20%, desde 1997.

No caso do vidro, o Brasil produz, em média, 890 mil toneladas por ano, dos quais 45% são reaproveitados pela indústria. Nos Estados Unidos, o índice de reciclagem do produto cai para os 40%. A sucata de vidro tem diversas utilidades, sendo que o principal mercado consumidor é o das vidrarias que utilizam os cacos e o vidro moído na composição de novas embalagens. Além disso, o material também pode ser aplicado na composição de asfalto, construção de sistemas de drenagem contra enchentes, produção de espuma, fibras de vidro e tintas reflexivas.

Os números dão uma dimensão da importância da reciclagem no país. E grande parte desse trabalho deve-se à conscientização de pessoas e entidades comprometidas com o meio ambiente.

Leia mais sobre este assunto nos links abaixo:

Setor Reciclagem

Reciclagem Lixo

Os números do Brasil já são comparáveis com os de países desenvolvidos:

O Brasil recicla, segundo dados do Cempre – Compromisso Empresarial para a Reciclagem
Mais de 90% das latas de alumínio
Quase 80% do papelão ondulado
Cerca de 2/3 dos pneus
Reciclamos menos da metade do vidro
Menos de ¼ das embalagens longa-vida
1/5 apenas dos plásticos
Só 3% dos materiais orgânicos.

Mas ainda há muito para melhoras, veja o exemplo da ONG Doe Seu Lixo:


 


 

 

Acesse mais informações sobre os temas abordados neste post em:

Cempre

Ambiente Brasil

Ministério das Cidades - Lei dos Resíduos Sólidos
 

Veja nossas dicas para reciclagem:

Metais

Vridro

Orgânicos

Elerônicos

Papel

Plástico

 

Dúvidas e sugestões são sempre bem vindas, colabore com o Green Nation.
 


01 de dezembro de 2010