GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

O papel das cores com Paula Fernandes


 

Usar as cores para manter o equlíbrio mental e espirtual. Essa é a proposta da cromoterapia, que será desmistificada em entrevista com a terapeuta holística Paula Fernandes. Confira!

Sabemos que a cromoterapia é um prática de cura através das cores. Como isso acontece?
Querer sair de manhã ao acordar, com um belo vestido azul celeste, ou rosa cheguei, ou laranja, um laranja bem alegre indica nossos estados de espíritos, tendencias, intenções. A cor ressalta seu brilho, ou apaga. Num dia tem um significado, no outro, tem outro. Depende de como estamos...

A cromoterapia, que é o uso das cores para fins terapêuticos, de tratamento, interage com elas dessa forma. Por exemplo, qual cor estaríamos precisando se estivéssemos muito deprimidos? Quem está numa depressão brava, mais profunda precisaria de que tipo de  " energia ", que cor seria essa? Será que o próprio estado desse tipo de depressão já não indicaria a ausência de alguma cor? Qual? As cores são expressões de estados, sutis e ou objetivos. Sutis se são estados emocionais e objetivos, estou dizendo, dores, machucados, feridas. O que for visível. Então no caso da depressão profunda, podemos pensar em ausencia de vigor? Ausência por exemplo, de força para levantar, razão e motivação para existir? Uma cor forte, revigorante, que ative essa circulação parada ( um lugar onde há água parada, onde não há  " energia " as cores tenderiam para as cores escuras, cinzentas?), como um vermelho, excelente! Como nos sentimos com vermelho? Ativos? Chamamos a atenção? Ativamos a vida, acionamos a atividade, aceleramos! Ótimo, é isso. Mas cuidado com o vermelho, ele na cromoterapia é só prá quem sabe, pois é tão forte que tem um prazo curto para exposição. Ativamos com muito cuidado, prestamos atenção em muitas coisas, como hipertensão, problemas cardiovasculares, claro.  Mas é isso. O vermelhoé impregnado desta força primal, ativadora, incitadora, motriz. O vermelho não dorme, desperta. O vermelho não pára, ativa. Vermelho é vida.

O azul é calma, paz , tranquilidade. Azul é a cor do céu, quer mais?  Só mais se alguém que esteja muito " vermelho ", que não consiga ficar parado, quieto, sossegado, ativo demais.  Azul é para acalmar, serenar. Nesse caso, o azul celeste, traz a paz e a tranquilidade para quem precisa. Mas se a pressão arterial já for baixa não seria indicado, claro, o uso deste azul pelo fato de " abaixar a bola " do indivíduo, é a cor que não vai levar a ação e intensifica no caso se houver uma apatia ou diminuição arterial. Nesse caso o azul e no caso do vermelho, para os hipertensos e etc. Falo em termos de lâmpadas usadas no uso prático da Cromoterapia. E assim é uma gama muito grande de possibilidades muito interessantes na prática cromoterápica.

Em quais patologias a cromoterapia costuma ser aplicada? Cite casos de sucesso.
No caso das patologias pode-se dizer que ela pode favorecer sem restrição à todas. Assim como em qualquer tratamento, ou medicina, sabemos que existem elementos interagindo o tempo inteiro surpreendendo nos resultados sejam quais forem os recursos usados ou tratamentos, favorável ou desfavoravelmente. E isso não invalida nem o conhecimento, nem a medicina, nem o tratamento. No tratamento cromoterápico um dado muito interessante é o uso do tom de azul mais escuro, chamado azul índigo, para conter hemorragia. Ele seca se não na hora,vai secar muito rapidamente, quase que na hora, vale a pena experimentar. O amarelo é outro ativador. Estimula o sistema nervoso e as funções intelectuais, pois é a cor da criatividade, do sol, do calor, da claridade, clareza, da boa sorte. Pode ser usado com tudo o que se refere também à pele: cicatriza, ameniza acne, furúnculos,etc. A cromoterapia trata de muitas questões, como problemas digestivos, acalmando a fome ou estimulando. Nas articulações o amarelo é eficaz para dissolver acúmulos, ajuda a quebrar os depósitos de cálcio que se formaram no local.


Qual a relação da cromoterapia com a sustentabilidade?
Em relação à sustentabilidade sabemos que um mundo plural, oxigenado, multi racial, respeita as condições diversas de vida do planeta e por conseguinte seu desenvolvimento estaria  nesses moldes assegurando um futuro menos corrosivo e ameaçador. As cores continuariam existindo pois elas não fazem parte, elas são o planeta. O Planeta não é cinza, nem marron, nem vermelho, nem preto, nem roxo, ele é azul. O mar também é azul. Estamos no meio, brigando com todas as cores, com a própria vida, lutando e se esquecendo que o que temos em torno de nós é uma oferta de cores e estabelecermos uma convivência pacífica é no mínimo darmos sinal de alguma inteligência.

Como as cores podem influenciar no ambiente? Quais são as características de cada uma delas?
Em relação aos ambientes, as cores exercem um papel fundamental. Antigamente os hospitais eram apenas brancos, mas esse estigma foi superado ao compreenderem que as cores são muito bem-vindas em quaisquer lugares, inclusive nos hospitais, ao contrário do que se pensava, até ajudam, pois estimulam à vida. Levam ao enfermo aconchego, ou acalmam para recuperação. Tons claros, sejam azuis, ou verdes, ou liláses, sempre vão sugerir paz, tranquilidade, confiança.

De todas cores, a verde é sempre a mais simples, neutra, sem contra indicações. O verde é sempre bem-vindo. O branco, apesar de promover tranquilidade e paz, apresenta-nos um espaço vazio, vazio para ser preenchido e, em algumas vezes, pode causar uma insatisfação se sua presença for demasiada, sentimo-nos na espera de alguma coisa. Queremos ir para onde houver algum "significado "!

Nos restaurantes é comum vermos a cor laranja, e afins, pois laranja estimula o apetite! Fui almoçar num restaurante a pouco tempo cujas cores eram o preto e o branco. Dá prá imaginar um lugar onde se coma, branco e preto? Não parece coisa de cinema? Totalmente esquisito, me senti querendo sair logo dali. Então, para estimular o apetite, ponha a cor laranja no ambiente, e não se esqueça do vermelho, pois o vermelho ajudará as pessoas a não quererem ficar paradas e mais rapidamente irão embora!

Escritórios, as cores neutras, pastéis, mas se quiser ousar, se certifique que a cor é indicada. Por exe, amarelo, estimula a criatividade, excita. Se essa for uma necessidade, ou uma ferramenta para o trabalho que se deseja, ótimo. Mas o laranja, por exemplo, não se costuma usar em grandes proporções, é excitante demais, e com o tempo, ninguém aguenta ficar no ambiente! Nunca em ambientes com crianças, pessoas nervosas, é um estimulante do sistema nervoso. Em consultórios, nem dá prá imaginar favorecendo a circulação de clientes.

Azul é uma cor fria, diferentemente da laranja ou amarelo, que são quentes. As cores frias, são a maravilha do universo para quem precisa descansar, acalmar, relaxar, porém , se ficarmos nesse estado por muito tempo, também podemos esfriar tanto que podemos ficar deprimidos. É simples, qualquer cor deve ser administrada com bom senso. Então cores quentes são bem vindas mas atenuadas, alternadas, de modo a não ficarem predominantes num ambiente. Para as frias , o mesmo. Sempre equilíbrio, sem seguir regras ou tabelas, mas bom senso.

Qual sensação a cor violeta pode causar no ser humano? Em que situação ela é melhor aplicada? Em que parte do corpo essa cor tem relação direta?
Chegamos na meninas dos olhos, ou dos chacras elevados, ou da espiritualidade. Violeta para que te quero? O Violeta é uma cor de limpeza também, assim como o azul, o amarelo ( dourado ), verde. O Violeta é tão potente que é um transmutador de energias. Cor poderosa. Lembro-me de uma cliente ao entrar no meu consultório, estava vestida com tons violeta, anel violeta, colar, brinco e dizendo que adorava o violeta. Eu pensei que bom mas era justamente esse excesso que a levava a estar se sentindo como dizia, não sabia porque não estava conseguindo realizar nada, na verdade não conseguia olhar com objetividade para a vida. O excesso de violeta pode nos tirar um pouco da clareza que o  amarelo traz. Então, o que estou dizendo é que as cores, qualquer uma, por melhor que seja, possuem essas condições e às vezes elas revelam  nosso estado, estamos em excesso naquele sentido. O benefício vem quando bem dosado.

Violeta ( azul + vermelho ), representa o todo, transcendencia, purificação, religiosidade, espiritualidade. Desinfeta, ajuda na concentração, cor da compaixão. Isto tudo por estar ligado ao chacra coronário. O amarelo é a sua cor complementar, ajuda quando há excesso de violeta, como disse acima, ameniza o excesso de fanatismo pois seguindo o mesmo raciocínio, se ficarmos exercendo apenas essa função, da " espiritualidade ", como algo transcendente, fugimos talvez do maior sentido dela, que é o bem , e a realização no plano material do plano divino. Para os Hiperativos é excelente. Excelente bactericida,  indicado nos tratamentos psicológicos, sedativo dos nervos motores e sistema linfático.Resgata em crises de personalidade. Cauteriza as inflamações e infecções. Num ambiente pesa muito se sozinha mas, no entanto, é linda quando aliada e dosada com outras. O lilás também é um violeta que levou um banho de  branco e ficou mais clarinho e muitas vezes pode substituir  o violeta, principalmente em crianças. Também confere paz e tranquilidade. Num ambiente em que haja predominância de lilás, repare que fica com aspecto um pouco infantil. Mas é uma cor que sempre agrada. Na cromoterapia tem tabém efeito purificador e também acalma o coração e os nervos.

Ambiente de trabalho, entrevista de emprego, fome, paixão, encontro amoroso, TPM . Seria possível listar quais as cores que tem mais a ver com cada uma dessas ocasiões?
Em relação a qual cor é mais adequada para entrevista de emprego, sugiro que uma cor não muito extravagante , como um vermelho poderia sugerir, mas cores bem dosadas e que você se sinta bem. O vermelho já seria indicado para reuniões, palestras e etc, ou seja, onde a pessoa precise de mais poder pessoal. Violeta também confere poder pessoal . No caso de TPM um azul celeste, um rosa, lilás podem ajudar. E para os encontros amorosos, o que a sua imaginação mandar. Mas cores ligadas à espiritualidade não vão ajudar se o propósito for sexual. Nada melhor que um vermelho, ou até mesmo um rosa ( vermelho+bco), preto também. Preto é a ausência de cor, e na ausência de cor, todas as cores são possíveis.

Para terminar, lembro que o uso terapêutico das cores pode ser feito através de lampadas, aparelhos com lâmpadas coloridas mas muito comumente são os cristais que melhor as representam no trabalho com elas, e principalmente quando colocados em nossos centros energéticos, conhecidos como chacras. Em minha prática como terapeuta é mais desta forma que as utilizo e posso garantir o quanto as cores dão conta de nossos eventuais ou crônicos desequilíbrios.

 

Paula Fernandes é Socióloga e Terapeuta Holística.


27 de agosto de 2012