GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

O novo sistema de iluminação do Cristo Redentor


O ano de 2010 foi marcado por grandes discussões sobre sustentabilidade e meio ambiente e 2011 já começa com novas atitudes e propostas sustentáveis.

Um dos principais cartões postais do Rio de Janeiro, o Cristo Redentor vai ganhar uma nova luz.

O novo sistema de iluminação do monumento será inaugurado em 1º de março, data do aniversário da cidade.

Ao todo 300 projetores de LED (lâmpadas pequenas, sem filamentos) vão substituir as lâmpadas tradicionais. A tecnologia LED atende aos padrões de sustentabilidade. Com este projeto a OSRAM, através da Traxon Technologies (empresa do grupo desde 2009), mostrará ser possível a utilização de milhares de cores na iluminação, permitirá o controle da intensidade, da velocidade e também do direcionamento da luz de cada projetor de maneira individual.

 



Padre Omar Raposo, reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado, afirma que com a novidade, o Cristo Redentor estará ainda mais integrado à natureza que o cerca, pois a iluminação tem menor impacto ambiental e garante economia de energia, com um consumo cerca de 80% menor. As novas lâmpadas não contêm materiais pesados e não emitem radiação ultravioleta.

A novidade para a cidade do Rio já é uma tendência nos países desenvolvidos. Em Nova York, a tradicional árvore do Rockefeller Center é enfeitada com 30.000 lâmpadas LED. A National Christmas Tree, instalada em frente à Casa Branca, em Washington, tem 29.000 lâmpadas desse tipo.

 



A lâmpada de LED é fabricada com material semicondutor semelhante ao usado nos chips de computador. Quando percorrido por uma corrente elétrica, emite luz. O resultado é uma peça muito menor, que consome menos energia e tem uma durabilidade maior. Enquanto uma lâmpada comum tem vida útil de 1.000 horas e uma fluorescente de 10.000 horas, a LED rende entre 20.000 e 100.000 horas de uso ininterrupto.

 


Uma lâmpada incandescente converte em luz apenas 5% da energia elétrica que consome. As lâmpadas LED convertem até 40%. Essa diminuição no desperdício de energia traz benefícios evidentes ao meio ambiente.

Para o padre Osmar a nova iluminação além de economizar e trazer benefícios para o meio ambiente, vai também evidenciar a beleza do monumento. A reforma é uma parceria entre Arquidiocese do Rio, a prefeitura e a empresa alemã Osram, que está doando a implantação de todo o sistema.

 

fonte: Folha.com; Planeta Sustentável


05 de janeiro de 2011