GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Moda sustentável no Fashion Rio


O tema do evento é "Alquimia", mas o make sustentável é o grande destaque na semana da moda carioca. A edição outono-inverno 2011 do Fashion Rio, apresenta novamente o espaço Senac Fashion Business, que aposta na moda sustentável, palestras, produtos e até mesmo a cenografia, tudo está permeado pelos conceitos de sustentabilidade.

 



A 17ª edição do Senac Rio Fashion Business apresenta as tendências e coleções do inverno 2011 do dia 9 ao dia 13 de janeiro na Marina da Glória. Serão 16 desfiles e apresentações de marcas do cenário nacional.

 

 



Para a 17ª edição do Senac Senac Rio Fashion Business foi criado o  Espaço Moda Sustentável, para garantir o merecido destaque às ONGs e marcas com reconhecido compromisso social e ambiental. A estréia do espaço na próxima edição reunirá a marca Providência, uma parceria entre o Banco da Providência e a estilista Luiza Bomeny; a ASTA, primeira rede de venda direta de produtos de economia solidária do país, que reúne 33 grupos produtivos; e a ONG As Charmosas, uma iniciativa de Eliandra Fidelis, que, ‘customizando vidas’ já ultrapassou os limites do bairro do Engenho da Rainha.

Os três pilares da sustentabilidade estarão representados nesse espaço: ambiental, social e econômico.

A coleção outono-inverno da Providência mistura de diferentes materiais como tecidos reciclados, pérolas e fibras naturais, com o rami. Pela segunda vez, as costureiras da grife vão confeccionar as bolsas que serão distribuídas aos convidados Vips, com tecido doado pela organização do Senac Rio Fashion Business.

Criada em 2007, a Rede Asta é um projeto do Instituto Realice, ONG que objetiva a geração de renda em comunidades de baixo poder aquisitivo do Estado do Rio de Janeiro. É formada por pequenos produtores de artesanato, moda e decoração, que criam peças exclusivas obtidas a partir da otimização de recursos, da reciclagem e do reaproveitamento de diferentes materiais.

A ONG As Charmosas vai expor bijuterias, acessórios e bolsas que misturam sobras de tecido, descanso de panela em palha, chita, jeans, crochê e tecido de tear manual.

A palestra em destaque fica a cargo da estilista francesa Isabelle Quéhé. Difusora da moda ética, tendência que se preocupa em produzir roupas que não agridem o meio ambiente nem o ser humano, Quéhé apresentará sua palestra sobre moda sustentável e direitos humanos.

 



A estilista vem disseminar as ideias desenvolvidas no “Ethical Fashion Show”, desfiles promovidos por Quéhé e que já tomaram a cena de Paris, Barcelona, Nova York e Milão, as capitais mundiais da moda. O desfile envolve criações de mais de cem marcas carimbadas com o selo de grifes éticas. Para uma empresa o título “ético” significa que durante a produção e distribuição das peças, essas grifes se comprometem em respeitar os direitos internacionais do trabalho, diminuir o impacto ambiental, trabalhar com mão-de-obra local e empregar o desenvolvimento sustentável.

 



O cenário não poderia ficar de fora. Todos os móveis que compõem o espaço, de 30 mil metros quadrados, foram feitos a partir de restos de materiais da construção civil, harmoniosamente misturados com materiais nobres como seda, espelho e passamanarias.

O projeto é assinado pelo paisagista e artista plástico norte-americano Paul Spencer, que priorizou plantas brasileiras, como espada de São Jorge, Comigo Ninguém Pode, Samambaias, Arruda e Jibóia, além da criação de um aquário de plantas híbridas e lixo tecnológico.

O Fashion Business outono-inverno 2011 é mais uma prova de que sustentabilidade pode caminhar de mãos dadas com crescimento e estilo. Confira a agenda do evento.

 

 

fonte: fashionbusiness


04 de janeiro de 2011