GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Mercados de SP terão sacolas biodegradáveis


Grandes mercados de São Paulo deverão oferecer gratuitamente sacolas de plástico biodegradável ou de papel aos consumidores. A iniciativa foi adotada por causa de uma ordem judicial que a juíza Cynthia Torres Cristófaro, da 1º Vara Central, determinou no final de junho.

De acordo com o parecer da juíza, o prazo máximo é de 30 dias para que os supermercados iniciem gratuitamente e em quantidade suficiente o fornecimento das sacolas ecologicamente corretas.

Apesar de muitas empresas não concordarem com a decisão, elas dizem que vão cumprir a exigência judicial. Porém afirmam, por meio da Associação Paulista de Supermercados (Apas), que vão recorrer.  "Não há um posicionamento final sobre o assunto, pois a questão da distribuição das sacolas está sendo tratada pelo departamento jurídico" - alegou o Grupo Sonda.

A embalagem biodegradável, que pode ser feita com amido de milho, batata, mandioca e outros orgânicos, se decompõe em até 180 dias nas usinas adequadas. Já o plástico oxibiodegradável tem a característica de se fragmentar mais rapidamente, mas sem perder seus resíduos tóxicos.

Para Maria Filomena Rodrigues, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), ainda faltam testes  em situações de longo tempo de exposição em lixões para certificar que o material é biodegradável.  "Nada pode dizer que é biodegradável se ainda não se provou que é biodegradável" - disse. E completa "Açúcar é biodegradável, mas se está com algo que iniba a ação de bactérias não vai degradar do mesmo jeito. No laboratório ele pode degradar, mas no lixão não sabemos como vai agir"

Fonte:
Estadão


31 de julho de 2012