GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Infraero apresenta investimento de R$31 milhões em iniciativas ambientais em 2012


Nesta última terça-feira, 19 de junho, foi lançado  o "Relatório Ambiental 2011" no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro.  Trata-se de um documento com todas as ações ambientais da Infraero, que pretente investir cerca de R$31 milhões na área ambiental até o fim do ano.

O encontro foi realizado no setor C do desembarque do terminal 1,  área onde foi instalada uma floresta cenográfica ecológica e por onde chegam parte das delegações que desembarcam na cidade para a Conferência Rio+20.

De acordo com Gustavo Vale, presidente da Infraero, o relatório  foi impresso em papel reciclado, produzido com lixo proveniente dos aeroportos da rede. A cerimônia contou ainda com a presença do ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt.

Entre as ações ambientais em andamento, o presidente ressaltou o uso consciente de recursos hídricos nos aeroportos. “Um exemplo bem-sucedido de uso sustentável da água está aqui no Galeão. Com o emprego de fontes alternativas, reuso e aproveitamento das águas das chuvas para fins não potáveis, o aeroporto consegue suprir quase metade da demanda por recursos hídricos” - disse.

A área onde tem floresta cenográfica foi montada a partir de lixo reciclado do próprio aeroporto. Durante dois meses, foram recolhidos os materiais necessários para compor o cenário, que precisou de 1.000 palets, 5.000 garrafas pet, 500m de plástico e 200 kg de papelão. A ideia é chamar a atenção para a causa da preservação ambiental, visto que o  país  tem uma das maiores diversidades de plantas e animais do mundo.

O evento também contou com presença de um grupo de crianças que participa das atividades educacionais da Entidade Ambientalista Onda Verde. Até o dia 21 a floresta pode ser vista apenas pelas delegações que chegam ao Rio de Janeiro para a Rio+20. Entre os dias 22 e 24 o local será aberto aos passageiros do aeroporto.

No final da exposição, a floresta será doada pela Infraero à ONG Onda Verde, que utilizará o material como um recurso pedagógico nas atividades de educação ambiental.

Fonte:
Infraero


21 de junho de 2012