GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Greve & Lixo em Buenos Aires


As ruas da capital argentina e sua povoada periferia acumularam 20 mil toneladas de lixo em função de uma greve trabalhista que terminou nesta terça-feira, prejudicando 14 milhões de habitantes, informaram autoridades e sindicatos que chegaram, depois, a um acordo.
As autoridades da capital argentina, com três milhões de habitantes, chegaram a analisar a possibilidade de declarar estado de emergência sanitária, caso o protesto continuasse. Somente na capital argentina são gerados quase 5.000 toneladas diárias de lixo.

Somente na capital argentina são gerados quase 5.000 toneladas diárias de lixo

A paralisação dos trabalhadores da estatal Coordenação Ecológica da Área Metropolitana teve início no domingo para pedir que fossem realizadas as obras prometidas para a construção de novos centros de processamento de resíduos.

Lorena Pujó, do Greenpeace, acusou o governo de direita da capital de "não cumprir com a lei do lixo zero", que estabelece para 2012 reduzir 30% dos resíduos que o distrito leva para os aterros sanitários, em relação a 2004, até chegar a zero, em 2020.

No G1 você encontra outras informações sobre o assunto.


19 de outubro de 2010