GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Greenpeace diz: Abrolhos sem petróleo!


 

A sede da petroleira Perenco, localizada na Zona Sul do Rio de Janeiro, recebeu um protesto do Greenpeace,  que projetou na parede do prédio a frase "Abrolhos sem petróleo. Fora Perenco”.
 
Realizada pela segunda vez, a ação foi contra o início da exploração de óleo no maior santuário marinho do Atlântico Sul, localizado no litoral baiano. Em agosto de 2011, os ativistas se fantasiaram de baleias e bateram na porta da empresa cobrando uma resposta sobre o fim da exploração de óleo em Abrolhos.
 
Ao receber autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e os Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Perenco iniciou a perfuração de oito poços em alto mar. Os primeiros foram nos blocos BM-ES-37 e BM-ES-38, ambos localizados dentro da área de moratória exigida pelo Greenpeace em Abrolhos.
 
De acordo com o Greenpeace, o licenciamento foi aprovado sem um plano de ação específico para casos de acidente. O IEA (Estudo de Impacto Ambiental) apresentado pela Perenco ao Ibama para conseguir a licença de perfuração identifica um risco alto e moderado de vazamento de óleo em uma zona de movimentação de baleias jubarte e de quelônios.
 
O relatório ainda mostra ainda que  19,4% da área de reprodução de baleias, dentro da área de moratória , poderá ser impactada por um eventual vazamento durante qualquer uma das etapas da exploração dos blocos.
 
Fonte:


15 de março de 2012