GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Grande perda para o planeta


 Ambientalistas e simpatizantes da causa pelo mundo todo lamentam pelo falecimento da ambientalista do Quênia, Wangari Maathai.  O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, emitiu um comunicado expressando o pesar pelo acontecimento.

 
A professora e ganhadora do Prêmio Nobel da Paz morreu de câncer no domingo, aos 71 anos, em Nairóbi, capital do país.
 
Wangari Maathai foi a primeira mulher da África a receber o Prêmio Nobel, em 2004. Nesta visita às Nações Unidas, ela falou sobre o significado da distinção para ela.
 
Wangari Maathai ficou conhecida no mundo pela sua luta de conservação das florestas e do meio ambiente. Ativista, ela fundou o movimento Cinturão Verde, ainda na década de 70, no Quênia, uma iniciativa que plantou 30 milhões de árvores. Nos últimos anos, ela estava ajudando a ONU com o projeto de plantar 1 bilhão de árvores.
 
Leia a matéria na íntegra no portal PNUMA.


28 de setembro de 2011