GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Escritório sustentável e eficiente


Ronald Leptich

 

Quando o tema sustentabilidade no ambiente comercial é discutido, muitos gestores associam este assunto a gastos excessivos e implantação de tecnologias que terão pouca efetividade na saúde financeira de suas empresas. Algumas companhias ainda procuram alternativas com foco no meio ambiente apenas porque o assunto está em pauta. Entretanto, o que alguns desses gestores não percebem é o quanto mudanças pequenas podem gerar de retorno em termos de economia financeira para seus negócios.

 

Saber como este investimento pode ser feito, ao contrário do que parece, não é uma tarefa tão cara ou trabalhosa. Abaixo, apresento algumas sugestões no campo da iluminação capazes de fazer da companhia um ambiente sustentável e, consequentemente, mais eficaz em longo prazo.

 

Luz natural

 

Na iluminação de escritórios, o ideal é que as luminárias sejam instaladas longitudinalmente às janelas, ou seja, colocadas em uma fila dupla, no teto, separadas por um “corredor” iluminado pela luz externa. Essa disposição estabelece uma relação de complementação à luz natural, que pode entrar no espaço pela superfície transparente (janela), com a iluminação artificial. Desta maneira, é possível instalar um número menor de lâmpadas e ampliar a efetividade na distribuição de luz, o que ajuda na economia de energia geral consumida pelo ambiente de trabalho, sem o risco de perda de luminosidade.

 

Divisão das luminárias

 

Nem sempre é necessário que o escritório esteja aceso em sua totalidade, em especial quando apenas uma parcela das pessoas que o ocupam está presente. Por isso, a opção por uma divisão dos comandos de acendimento, ou seja, a instalação de grupos de luminárias que funcionam em conjuntos separados é propícia. Este sistema torna possível garantir que apenas as lâmpadas necessárias, nos momentos corretos, sejam utilizadas. Neste contexto a iluminação natural desponta como outra grande aliada, podendo dar uma “folga” para vários dos pontos de luz, que antes ficariam ligados desnecessariamente. Isso auxilia na economia de energia, ao mesmo tempo em que garante que estejam à postos para “trabalhar” em dias nublados, quando escurecer ou quando forem indispensáveis.

 

Dimerização

 

A utilização de equipamentos que controlam a intensidade das fontes de luz, elevando ou reduzindo sua potência de iluminação de acordo com o uso do espaço e complexidade das tarefas nos diferentes períodos do dia, é muito bem vinda. Além de baixar o consumo geral de energia elétrica pela empresa, esta solução, quando utilizada em sistemas de iluminação adequados, também aumenta a vida útil dos equipamentos e reduz, ainda mais, os seus custos de manutenção.

 

Produtos sustentáveis

 

Já estão disponíveis no mercado tecnologias de lâmpadas fluorescentes tubulares, ideais para uso em escritórios, que dissipam pouco calor ao ambiente e são capazes de economizar até 30% de energia quando utilizadas com o reator correto. Isso, quando pensamos em um grande escritório, onde normalmente são instaladas muitas lâmpadas, representa uma mudança fundamental para a saúde financeira de uma companhia, já que gerará uma grande economia na conta de energia. Sem contar o bem estar de seus funcionários, que poderão trabalhar em um ambiente mais agradável e eficiente.

 

Ronald Leptich é Gerente de Produto da OSRAM, empresa que atua há 16 anos. É formado em Engenharia Elétrica e possui MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Hoje, atua no segmento de Iluminação Profissional.

 

A OSRAM é parceira do GreenNation em prol de um mundo mais sustentável.


19 de agosto de 2011