GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Entrevista com Walkir Fernandes e Caroline Santos, do curta "Gente Grande"


Mudar o mundo a partir das pequenas ações. Essa é a proposta do curta "Gente Grande", desevolvido por Walkir Fernandes e Caroline Santos. Para os autores, se cada um fizer a sua parte já estará fazendo a diferença na sociedade. A frase "Tento ser o heroí do mundo mais próximo de mim", dita por uma das personagens do filme, é uma reflexão que nós, humanos, precisamos nos conscientizar, segundo os autores.

Confira a entrevista!

Como foi o processo criativo da obra vencedora? me fale um pouco sobre.

A ideia foi desenvolvida pensando no tema mudanças climáticas e sustentabilidade, queríamos algo simples e otimista para expressar este assunto importante. Como diretor, participei do amadurecimento da ideia, assim como a roteirista/produtora foi essencial no desenvolvimento artístico do personagem. Foi um trabalho em conjunto, com a intenção de ser positiva, principalmente.

Um dos propósitos do Green Nation Fest é estimular a produção de obras voltadas para o tema sustentabilidade. Para você, de que forma a sua criação pode mobilizar a sociedade a pensar mais sobre o desenvolvimento sustentável?


Acreditamos que o ponto forte do curta é pensar de forma positiva o que cada um é capaz de fazer. Por menor que seja o impacto da sua ação, ela é importante e faz a diferença, inspira as pessoas. Este conceito acredito que seja o fundamental,ou seja, cada indivídio se sentir importante no processo e ser capaz de realizar mudanças com pequenas ações.
     
 Para você, quais atributos de sua obra contribuiram para a escolha do juri oficial?


Otimismo. O curta possui um diferencial quanto ao positivismo dele. Vemos excelentes filmes sobre sustentabilidade ressaltando como as coisas estão ruins, mas poucos tentam oferecer uma solução. Achamos importante também associarmos a discussão de forma otimista para não ficarmos somente com a aura apocalíptica em torno do tema. Apresentamos uma visão otimista do papel de cada um, além de mostrar o problema é importante trazer a solução. Quando uma criança se envolve neste processo fica claro que temos realmente poder de mudança. As crianças aprendem rápido, são mais conscientes pois mudam seus hábitos quando entendem a importância que isso tem para o mundo. Vamos aprender com elas.

Quanto a responsabilidade socioambiental, você já participou ou participa de algum projeto voltado para as causas ambientais? se sim, me fale um pouco sobre eles.


Não participamos de nenhuma ONG ou projeto oficial atualmente. Sei que há vários interessantes, mas tenho certeza que o mais importante são nossas pequenas ações. Presto atenção no que consumo, de onde vem os produtos que estou consumindo, como são feitos os testes destes produtos, cuido do meu lixo, nas coletas, na economia de água e em repassar informações que incentivem as pessoas a fazer o mesmo. E como a Caroline fala: “Como a garotinha do filme, tento ser o heroí do mundo mais próximo de mim. “


27 de junho de 2012