GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Entrevista com Renata Esteves, do blog Beleza Orgânica!


 

Como surgiu a ideia do blog Beleza Orgânica?

Na busca pessoal como consumidora por alternativas mais saudáveis, tive muita dificuldade de encontrar informações relevantes, só encontrava literatura e blogs em inglês. Há muitos blogs que falam sobre cosméticos e beleza, mas não encontrava blogs brasileiros, em português especificamente, voltados para cosméticos naturais orgânicos e "cosmetic safety": expressão em inglês que resume preocupação com a segurança no uso de certas substâncias nos cosméticos. Achei que havia uma lacuna a ser preenchida, afinal isto é um assunto de saúde pública de grande importância, e quis compartilhar as minhas pesquisas pessoais.



É um site voltado especificamente para moda sustentável? O que você costuma divulgar?

O site/blog é especificamente voltado para cosméticos orgânicos e naturais, a verdade nua e crua sobre os cosméticos convencionais e da indústria de higiene pessoal. Quis criar um espaço de discussão para  falar sobre a beleza sob o ponto de vista da sustentabilidade, saúde e bem-estar. O objetivo principal é ajudar a informar as pessoas, para que aprendam a ler os rótulos, e reconhecer as substâncias nocivas à saúde, e divulgar alternativas mais saudáveis de produtos e tratamentos. Procuro dar dicas de beleza, seja sobre cosméticos, alimentação, exercício físico. Também gosto de promover tudo o que é um retorno às origens; tratamentos do "tempo da vovó", com uma releitura moderna.


 Você já estudava produtos orgânicos anteriormente? Já trabalhava com essa ideia?

Comecei a estudar o assunto há alguns anos, mas como consumidora, na minha busca pessoal por cosméticos mais naturais. Só de um ano para cá é que comecei a ir mais a fundo com o intuito de divulgar a minha pesquisa e ponto de vista. E todos os dias aprendo coisas novas e busco as novidades, que divido com os leitores no blog e nas redes sociais.



 Como você se sente ao ser a pioneira de venda em cosméticos orgânicos no facebook? É um avanço tecnológico?

É muito prazeroso aliar a minha experiência profissional em tecnologia e e-commerce com uma paixão pessoal, que é este projeto. Foi uma decisão estratégica começar assim, pois queria transmitir uma imagem moderna e high-tech, e corri para ser pioneira no Brasil. O comércio online nas redes sociais - social commerce - é uma tendência forte, e um dos segmentos com maior potencial de expansão atualmente, definitivamente o futuro do e-commerce.

 
Quais tipos de produtos você vende?

Produtos para o uso diário - para o rosto, corpo e cabelos. Hidratantes diurnos e noturnos, tônico facial, sabonetes, esfoliantes, óleos vegetais para banho e massagem, shampoos, condicionadores, máscara de tratamento para os cabelos...E no futuro pretendo expandir o número de marcas e categorias de produto para atender a todos os dilemas de beleza da mulher contemporânea.


Qual é o público que mais compra seus cosméticos?

Pessoas que se preocupam com a saúde e sustentabilidade, alérgicos, pessoas com algum problemas de saúde ou de pele, que tem sensibilidade química, grávidas...Em maior parte feminino, mas em torno de 20% de homens também compra.

No seu blog você fala bastante sobre o uso cauteloso do filtro solar. Explique o porque desse cuidado? Tem algum estudo relacionado a essa questão?

Publiquei uma série de matérias sobre o assunto de um dos nossos colaboradores, o dr. Carlos Braghini - especialista em quiropraxia e autor do livro Ecologia Celular (www.ecologiacelular.com.br). Os filtros solares são uma categoria de produto que de um modo geral contém muitas substâncias químicas tóxicas, e o Braghini questiona que o seu uso traz mais malefícios que benefícios à saúde. Eles podem prejudicar a absorção da vitamina D, e muitos produtos sequer cumprem o que prometem, que é filtrar os raios UVA e UVB. Precisamos tomar um pouco de sol sempre, o tempo suficiente para produzir vitamina D, mas qualquer exposição adicional traz riscos. O Braghini defende o uso de roupas como proteção solar quando por alguma circunstância precisa-se ficar exposto mais tempo ao sol, que naturalmente fazem o mesmo efeito que um filtro com spf 15. Ele se baseia em diversos estudos científicos e artigos da comunidade médica divulgados por organizações como o EWG (http://ewg.org/). Para saber mais, recomendamos a leitura das matérias na íntegra:
http://bit.ly/uqoWOu
http://bit.ly/vTa0ew
http://bit.ly/rYed9x


O que seria a moda sustentável? Como você enxerga a influência da moda na sociedade?

Depois de alguns anos trabalhando na indústria da moda, posso dizer que ela tem uma natureza intrinsecamente nada sustentável! A idéia é produzir coisas novas e diferentes a cada estação para estimular as compras, despertar e criar desejos para coisas de que não precisamos...
Então todo esse papo de sustentabilidade na moda, acho que é na verdade muito green washing. Claro que é bom, válido e necessário diminuir um pouco os impactos ambientais e buscar alternativas mais sustentáveis na indústria, mas melhor ainda é que as pessoas passem a consumir menos! Na época das novas avós, não se tinha tanta roupa, bolsas, sapatos...


E exercícios você pratica algum?

Sim, amo Pilates, que para mim é o melhor exercicio para o corpo da mulher, natação, e caminhadas ao ar livre.  
 

Qual seria a alimentação ideal para saúde?

Eu acho que alimentação é uma coisa muito pessoal, e cada um deve buscar o seu próprio caminho. Mas acredito muito em procurar comer os alimentos na sua forma mais fresca, pura e natural possivel, orgânicos e da estação, produzidos localmente, e evitar produtos alimentícios industrializados, cheios de substâncias sintéticas, tóxicas, conservantes, corantes, que são desnecessárias e podem fazer mal à saúde.


Você tem hábitos ecologicamente corretos? O que você faz para contribuir com a cura do planeta?

Sim, faço constantemente o exercício de adotar cada vez mais práticas e hábitos sustentáveis. Reciclo, só uso produtos de limpeza biodegradáveis na minha casa, procuro comprar produtos orgânicos, raciono o uso de água, tomo banho curtos...mas o mais importante na minha opinião é procurar fazer um consumo consciente, só comprar as coisas de que realmente precisamos, e procurar saber a origem do que consumimos.


16 de janeiro de 2012