GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Dados alarmantes para a cidade de São Paulo


De acordo com o inventário de emissões de gases de efeito estufa, divulgado pelo governo do Estado as emissões de gás carbônico no Estado de São Paulo cresceram 58% entre 1990 e 2008.

Esse crescimento significa que as emissões saltaram de 60,7 milhões de toneladas de CO2 para 95,7 milhões de toneladas de CO2.

O relatório de emissões de gases de efeito estufa é o ponto de partida para que sejam detalhadas as metas com que cada setor terá que se comprometer para o cumprimento da lei estadual de mudanças climáticas.

A lei número 13.798/2009 prevê que o Estado reduza suas emissões de gases que provocam o aquecimento global em 20% até 2020. Essa lei foi pensada com base nos dados obtidos em 2005.

A principal fonte de emissões no Estado é o setor de energia, onde está inclusa a queima de combustíveis fósseis pelo segmento de transportes. Em 2008, o setor energético foi responsável por emitir 85,3 milhões de toneladas de CO2. Entre 1990 e 2008, as emissões deste setor cresceram 51%.

Até os animais sofrem com essa poluição:





A metodologia usada para medição de gases de efeito estufa  Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês).

 

fonte: Estadão


20 de abril de 2011