GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Conheça os dados do PNIA sobre qualidade ambiental


A qualidade ambiental urbana é assegurada por alguns índices, e um dos principais são os recursos hídricos para abastecimento humano.

Para tanto, é preciso diagnosticar e classificar as condições, de forma que se possa identificar as principais alternativas técnicas e ações de gestão que garantam o atendimento e a sustentabilidade adequados.

Os últimos dados apurados para o PNIA tem trazido conclusões satisfatórias.


Situação da oferta de água para abastecimento humano urbano

(Este subtema considera a interface de recursos hídricos com saneamento, ou seja: oferta de água e tratamento de esgotos).

No primeiro aspecto, aferiu-se alto índice de cobertura por rede de abastecimento de água, alcançando 90,9% da população urbana em 2010. De acordo com o Atlas Brasil, que cobre as 5.565 sedes municipais e 100% da população urbana, o diagnóstico dos sistemas de abastecimento de água é satisfatório para 24% da população urbana; 42,5% dos sistemas requerem ampliação; e 33,4% requerem novo manancial.

População urbana com acesso a sistemas adequados de abastecimento de água

A população urbana brasileira com acesso a abastecimento de água evoluiu de 93,1%, em 2006, para 95,2%, em 2009. Em 2011, o atendimento decaiu em relação a 2006 e 2009, mas aumentou em relação a 2010.

Regionalmente, no período 2006-2011, apurou-se evolução contrastada: Norte e Sudeste registraram um discreto avanço de 5,2% (de 62,7 em 2006 para 67,9% em 2011); entretanto, nas demais regiões tendências negativas foram registradas no mesmo período, como na região Nordeste, com queda de 92,5% em 2006 para 89,4% em 2011, 98% para 96% no Centro-Oeste, e de 99,2% para 96,8% no Sul.
 
Saiba mais dados no site do MMA.


30 de dezembro de 2014