GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Casal constrói casa com cânhamo na Austrália


Uma casa de dois andares foi desenvolvida na Austrália  a partir de cânhamo industrial, fibra têxtil da Cannabis usada na fabricação de roupas e como forragem animal. Criada pelo casal Graham Sippo e Patricia Schmidt,  o material é o ideal para as condições úmidas de Northern Rivers, pois evita mofo.

A construção foi feita basicamente com cânhamo, areia e cal. Porém, existe um ingrediente secreto pré-misturado com a cal que vem de seu fornecedor. O cânhamo de alvenaria  é mais leve que técnicas similares de construção moldada, sendo mais fácil para trabalhar.

De acordo com uma análise no Reino Unido (um conjunto de análise do ciclo de vida usando dados australianos), o material também é neutro em carbono, é um bom isolante térmico e acústico, tem resistência à flexão excelente, é durável e retardante de chama e as paredes, de seis centímetros de espessura, respiram.

Além desses benefícios, a construção também inclui energia solar e água quente, recolha de água da chuva, sistema de aproveitamento de água cinza e um banheiro de compostagem. A madeira utilizada na casa é de origem local, de árvores que haviam morrido.

A aplicação foi aprovada pelo Conselho da Cidade de Lismore, com a assistência de Klara Marosszeky, pioneira em cânhamo de alvenaria. "Eles estavam dispostos a deixar-nos experimentá-lo", disse Patricia. "Eu sou suíça, e na Europa, edifícios com cânhamo é uma antiga tradição. Eu não posso entender por que os políticos australianos estão relutantes em abraçar uma indústria do cânhamo aqui. Surpreende-me que não haja indústria de alimentos de cânhamo na Austrália." Depois de um ano viajando, o casal encontrou todos os cômodos secos, sem mofo, e sua cama e os livros em perfeita ordem.

Iniciada em 2005, a construção teve atrasos devido a espera da legalização do cânhamo industrial e depois tiveram que esperar pelo crescimento da planta. Devido à escassez do produto, eles decidiram concluir a parte de cima com o revestimento da parede exterior para proteger a estrutura.

Apesar de o trabalho ter sido intensivo, eles estão empenhados em apoiar a indústria nascente de alvenaria de cânhamo. O projeto tem custo menor do que teria para revestimento de paredes internas e externas, isolamento e pintura. A moradora estima que o custo total da construção foi de US$ 8000.

Fonte:
Exame.com


11 de janeiro de 2012