GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Ativistas do Greenpeace foram liberados, mas navio permanece retido na Rússia


Depois de uma ação de protesto em águas internacionais, o navio Arctic Sunrise, do Greenpeace, juntamente com sua tripulação, foi capturado e preso pelas autoridades da Rússia. A odisseia do navio do Greenpeace, de bandeira holandesa, provocou grande polêmica e muitas reações em todo o mundo. E agora mais um capítulo dessa história vem se desenrolando: apesar de todos os envolvidos no acontecido terem sido liberados, o návio continua preso.
 
"O 'Arctic Sunrise' permanece no porto de Murmansk. Nossos advogados se esforçam por obter o levantamento do sequestro", declarou à AFP Tatiana Vasilieva, porta-voz da Greenpeace Rússia. O Tribunal Internacional do Direito do Mar, com sede na cidade alemã de Hamburgo, ordenou no final de novembro à Rússia que liberasse o navio com o pagamento de uma fiança fixada em 3,6 milhões de euros (4,9 milhões de dólares), porém, até agora o governo do país se recusa a seguir a determinação.
 
Fonte:


16 de janeiro de 2014