GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

As consequências do aquecimento global no Brasil


Esta edição discute perspectivas baseadas em estudos científicos a respeito de diferentes assuntos como: produção de alimentos, situação crítica das regiões costeiras (com previsão de aumento de cerca de 40 cm do nível do mar ao longo dos próximos 40 anos) e matriz energética.

Enquanto algumas culturas sofrem com o aumento da temperatura (como é o caso da cafeicultura e do cultivo de soja), outras se beneficiam (cana de açúcar). A produção de grãos é a mais ameaçada e a região nordeste é a que mais sofrerá com aquecimento global (previsão de transformação do semi árido em árido).

Os pecuaristas e criadores de frango serão seriamente prejudicados com a estiagem e os empreendimentos pecuários devem ser repensados e, não raramente, substituídos por outros tipos de negócios.

As grandes concentrações urbanas situadas à beira mar como Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza e as regiões de baixadas sofrerão ainda mais com as inundações. A boa notícia é que temos capacidade para realizar um trabalho preventivo para amenizar estes problemas. Basta vontade política, acadêmica e do empenho de cada um de nós.

Sobre a matriz energética o alerta refere-se ao investimento em hidrelétricas que podem gerar menos energia. O potencial eólico brasileiro tende a aumentar. O biodiesel pode sobre não ser uma alternativa viável com a produção dos oleaginosos comprometida. Combustível á base de cana pode uma excelente opção.

O interessante da reportagem é que, além dos problemas, apresenta soluções bastante interessantes e viáveis para tornar o futuro menos assustador.

Veja o programa completo.

Acesse PDF completo do estudo "Economia do Clima no Brasil: custos e oportunidades"


19 de novembro de 2010