GreenNation

A sustentabilidade é uma atitude.

Notícias

Árvore do dia: Monjoleiro


Senegalia polyphylla (DC.) Britton & Rose


Família: Fabaceae, a família botânica do feijão, da sibipiruna, do pau-sangue, do maricá, do jatobá e dos ingás.

Outros nomes: monjoleira, juqueri-guaçu, paricá-branco, paricarana-de-espinho etc.
 
Distribuição Geográfica: No Brasil ocorre em área de Caatinga, Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal, sendo encontrada nos Estados do PA, AM, MA, PI, CE, PB, BA, AL, SE, MT, GO, MS, MG, ES, SP, RJ e PR. É uma espécie nativa, mas não endêmica do nosso país.
 
Características: Árvore com até 20 m de altura e tronco com cerca de 60 cm de diâmetro. A casca é cinzenta e não muito grossa, com alguns espinhos enfileirados. As folhas são compostas, terminando de forma par. Suas flores são brancas e abundantes, e o fruto é uma vagem contendo várias sementes achatadas.
 
Usos

Alimentação: Não é utilizada para consumo humano.
Madeira: Considerada mole, mas resistente Sua madeira já foi muito comercializada e é utilizada na marcenaria, tornos e obras internas.
Uso medicinal: As folhas são utilizadas para baixar a febre.
Outros usos: A casca pode ser utilizada para curtir o couro. É uma espécie ornamental quando florida e pode ser usada na arborização urbana e rural.
 
Curiosidades: O monjolo é um instrumento de madeira, movido à força da água, muito utilizado no meio rural para o beneficiamento do arroz. Logo, monjoleiro pode ser a madeira que é frequentemente utilizada para sua construção, já que a árvore é muito encontrada em beiras de estradas e próximas a habitações rurais.

Saiba mais sobre essa e outras espécies do nosso ecossistema em Nossas Árvores.


02 de julho de 2013